Recuperar Portugal | C13: Eficiência Energética em Edifícios

separator

No âmbito do programa Recuperar Portugal, as causas climáticas são um dos pontos de maior importância. A HM Consultores apresenta a C13: Eficiência Energética em Edifícios, defendendo a Reabilitação e eficiência energética, Transição energética e climática, Criação de emprego e Resiliência nacional e social. Esta componente tem como objetivos reabilitar e tornar os edifícios energeticamente mais eficientes, potenciando o alcance de múltiplos objetivos, proporcionando inúmeros benefícios sociais, ambientais e económicos para as pessoas e as empresas.

 

Este programa conta com as seguintes reformas:

TC-r26: Estratégia de Longo Prazo para a Renovação de Edifícios
TC-r27: Programa de Eficiência de Recursos na Administração Pública 2030 (ECO.AP 2030)
TC-r28: Estratégia Nacional de Longo Prazo para o Combate à Pobreza Energética

 

Os investimentos estão divididos em três vetores:

TC-C13-i01: Eficiência energética em edifícios residenciais 300 M
TC-C13-i02: Eficiência energética em edifícios da administração pública central 240 M
TC-C13-i03: Eficiência energética em edifícios de serviços 70 M

 

 

  1. i01: Eficiência energética em edifícios residenciais (300 M€)

Da responsabilidade do Fundo Ambiental, pretende-se a promoção de investimentos numa significativa vaga de renovação energética de edifícios residenciais, o fomento da eficiência energética e de recursos, o reforço da produção de energia de fontes renováveis em regime de autoconsumo e o combate à pobreza energética, que se podem materializar em ações individuais ou cumulativas, como as a seguir elencadas:

  • Melhorias passivas ao nível da envolvente;
  • Melhorias ativas através, por exemplo, de sistemas de climatização;
  • Melhorias ativas através, por exemplo, da implementação de sistemas de produção de energia elétrica de origem renovável;
  • Intervenções que visem a eficiência hídrica, incluindo a substituição de equipamentos por equipamentos mais eficientes;
  • Intervenções que promovam a incorporação de biomateriais, materiais reciclados, soluções de base natural, fachadas e coberturas verdes e soluções de arquitetura bioclimática.

 

  1. i02: Eficiência energética em edifícios da administração pública central (240 M€)

Pretende-se promover investimentos numa significativa vaga de renovação energética de edifícios da administração pública central e de instituições de ensino, fomentar a eficiência energética e de recursos e reforçar a produção de energia de fontes renováveis em regime de autoconsumo, através de ações de natureza idêntica à descrita para o investimento anterior.

 

  1. i03: Eficiência energética em edifícios de serviços (70 M€)

Tem como objetivo investimentos numa significativa vaga de renovação energética de edifícios de serviços, o fomento da eficiência energética e o reforço da produção de energia de fontes renováveis em regime de autoconsumo, sob a responsabilidade do Fundo Ambiental e através das ações já descritas para os investimentos anteriores.

 

Está interessado em obter apoio por parte da componente C13? Contacte os serviços especializados da HM Consultores e marque a reunião que vai mudar a sua empresa!