Recuperar Portugal | C16: Empresas 4.0

separator

No âmbito do programa Recuperar Portugal, a digitalização das empresas é uma das grandes preocupações. A componente C16: Empresas 4.0 visa concretamente recuperar o atraso relativo ao processo de transição digital. Esperam-se efeitos como a modernização do trabalho e dos processos de produção; a desmaterialização dos fluxos de trabalho; a mitigação dos défices de competências na utilização das tecnologias digitais; entre outras propostas de valor.

 

Os investimentos estão divididos em três vetores:

1. TF-C16-io1: Capacitação Digital das Empresas €100M
2. TD-C16-i02: Transição Digital das Empresas €450M
3. TD-C16-i03: Catalisação da Transição Digital das Empresas €100M

 

  1. TD-C16-i01: Capacitação Digital das Empresas (€ 100M)

Este apoio prevê a criação de dois programas de formação interligados com o intuito de colmatar lacunas nas competências digitais dos trabalhadores (funcionários e empresários) e das empresas:

  • Academia Portugal Digital – plataforma e programa de desenvolvimento de competências digitais em larga escala que deverá permitir aos trabalhadores do setor empresarial:
    • Produzir uma autoavaliação do atual nível de competências digitais;
    • Receber um plano personalizado de capacitação em competências digitais com metas concretas, de acordo com os objetivos pessoais e exigências específicas do mercado de trabalho;
    • Aceder a recursos de formação online que permitam adquirir novas competências e atingir os objetivos pré indicados;
    • Desenvolver um passaporte pessoal que discrimine, centralize e certifique a informação das competências digitais do trabalhador.

 

  • Emprego + Digital 2025 – programa de capacitação em tecnologias digitais que pretende dar resposta aos desafios e oportunidades dos seguintes setores: indústria, comércio, serviços, turismo e agricultura, economia do mar e construção. Setores que foram fortemente impactados pelos processos de transformação digital e pela pandemia da COVID-19.

Este programa é uma vertente de especialização da “Academia Portugal Digital”, que operacionaliza a capacitação em formato de ensino presencial e misto.

 

Está interessado em capacitar digitalmente a sua empresa e responder com sucesso aos desafios atuais e futuros, por meio da componente C16: Empresas 4.0? Contacte os serviços especializados da HM Consultores através do link ou na parte inferior do site e assegure a formação!

 

  1. TD-C16-i01: Transição Digital das Empresas (€ 450M)

Com propensão para a transformação dos modelos de negócio das PME portuguesas e para a sua digitalização, de modo a aumentar a competitividade e resiliência. Integra a promoção da digitalização dos negócios através da aceleração e automação de tonadas de decisão e de execução com base em inteligência artificial, do redesenho de cadeias de valor e de fornecimento, com vista a otimizar a rapidez, resiliência e utilização de espaços de dados transsetoriais, suportada em infraestruturas europeias de cloud e edge computing, inovadoras, seguras e energeticamente eficientes.

Para o efeito, estão planeados 4 programas distintos, que englobam as várias vertentes da transição digital:

  • Rede Nacional de Test Beds – Criação de uma rede nacional de test beds por meio de infraestruturas, com o objetivo de criar as condições necessárias às empresas para o desenvolvimento e teste de novos produtos e serviços, e para acelerar o processo de transição digital, seja via um espaço físico ou de simulador virtual;
  • Comércio Digital – Programa para a digitalização de PME, com foco nas micro empesas e PME da área do comércio, com vista a ativar os seus canais de comércio digitais, incorporar tecnologia nos modelos de negócio, bem como desmaterializar os processos com clientes, e fornecedores e logística por via da utilização das tecnologias de informação e comunicação e apoiar a internacionalização. Integra 3 projetos – “Aceleradoras de Comércio Digital”, “Bairros Comerciais Digitais” e “Internacionalização via E-commerce;
  • Apoio a Modelos de Negócio para a Transição Digital – Esta iniciativa visa fomentar a integração de tecnologia nas empresas, apoiando o desenvolvimento de processos e competências organizacionais que fomentem a transformação digital do modelo de negócio das organizações;
  • Empreendedorismo – Investimentos que materializam o reforço na aposta estratégica de desenvolvimento do ecossistema empreendedor, que passa por apoiar diretamente startups, por norma em fase de “seeding” com o propósito de desenvolver novos produtos e serviços com forte componente digital e verde, pela consolidação da estrutura existente de apoio ao empreendedorismo (Startup Portugal) e também pelo apoio ao desenvolvimento de incubadoras e aceleradoras. Integra 3 projetos: “Voucher para Startups – Novos Produtos Verdes e Digitais”, “Reforço da Estrutura nacional para o empreendedorismo” e “Vale para Incubadoras/ Aceleradoras”.

 

Está interessado em candidatar-se a algum destes programas da componente C16: Empresas 4.0? Contacte os serviços especializados da HM Consultores na parte inferior do site e assegure a aprovação da candidatura!

 

  1. TD-C16-i03: Catalisação da Transição Digital das Empresas (€ 100M)

Este investimento é efetuado por via de projetos públicos de catalisação tecnológica, que pretendem reduzir a utilização de papel através da desmaterialização da faturação, criar um ambiente de negócios digital mais seguro e confiável, através de um conjunto de certificações, e reduzir de modo geral os custos de contexto. Além do mais, estimulará o desenvolvimento de estruturas de transferência de conhecimento onde se pretende estimular o desenvolvimento de mais produtos e serviços tecnológicos.

 

A estrutura está idealizada através de 3 programas:

  • Digital Innovation Hubs – os DIH são estruturas que visam a centralização de um conjunto de serviços de apoio à transição digital das empresas, focando este processo em 3 tecnologias disruptivas: IA, HPC e Cibersegurança. O presente programa que tem por objetivo ampliar a desenvolver uma rede nacional de DIH, reforçando o investimento previsto complementando aquela que já se encontra em desenvolvimento no âmbito do Digital Europe Programme (DEP) por forma a atingir um total de com 126 hubs, adicionais, permitindo assim cobrir um número mais abrangente de clusters e de regiões;
  • Desmaterialização da Faturação – iniciativa que visa automatizar o processo de aposição de assinatura eletrónica qualificada para a emissão de faturas através do Serviço de Assinatura de Faturas Eletrónicas (SAFE) da AMA, bem como massificar a utilização de faturação em formato digital nas transações B2B e B2C disponibilizando uma solução com recurso à Morada Única Digital que possibilitará o envio por e-mail das faturas para o contribuinte (cidadão ou empresa);
  • Selos de Certificações de Cibersegurança, Privacidade, Usabilidade e Sustentabilidade – investimento em quatro novas plataformas de certificação em cibersegurança, privacidade, usabilidade e sustentabilidade, bem como campanha de divulgação e capacitação de organismos de avaliação de conformidade ou laboratórios de avaliação técnica e a conceção de selos.

 

Está interessado em candidatar-se a algum destes programas da componente C16: Empresas 4.0? Contacte os serviços especializados da HM Consultores e agende uma reunião que pode mudar o futuro da sua empresa!